Apostila PC PR 2018 Escrivão de Polícia

Spread the love

Apostila PC PR 2018 Escrivão de Polícia – concurso público para Polícia Civil do Estado do Paraná / PR – PC PR, para o cargo de Escrivão de Polícia.

apostila-pc-pr-2018-escrivao-de-policia
Apostila PC PR 2018 Escrivão de Polícia

Índice da Apostila

Visualizar Apostila

CONTEÚDO:
Conhecimentos Gerais
– Língua Portuguesa
– Informática
– Raciocínio Lógico
– Noções da Estrutura do Aparelho Administrativo do Poder Executivo do Estado do Paraná
Conhecimentos Específicos
– Noções de Direito Penal
– Noções de Direito Processual Penal
– Noções de Direito Constitucional
– Noções de Direito Administrativo
– Legislação Especial
– Estatuto da Polícia Civil do Estado do Paraná

 

Atribuições do cargo de Escrivão de Polícia

São atribuições do cargo de Escrivão de Polícia: I – Cumprir e fazer cumprir as ordens, despachos ou determinações emanadas do Delegado de Polícia Titular da Unidade Policial ou da que preside o procedimento investigatório;
II – Dirigir e fiscalizar os trabalhos cartorários, da Corregedoria, Delegacias Especializadas, Distritos Policiais e demais Delegacias de Polícia;
III – Lavrar e subscrever os autos e termos adotados na mecânica processual, sob a orientação do Delegado de Polícia;
IV – Fiscalizar a continuidade dos processos ou inquéritos distribuídos, providenciando a sua normalidade seqüencial;
V – Expedir certidões a requerimento das partes, firmadas por Delegado de Polícia e após despacho autorizatório deste;
VI – Fornecer certidões verbum ad verbum de pessoas processuais quando deferidas pelo Delegado de Polícia;
VII – Proceder, quando determinado, a todos os termos de natureza processual bem como autos de prisão em flagrante, apreensão, depósito, acareação,
reconhecimento, qualificação, interrogatório; colheita de material gráfico; termos de declaração, fiança, compromisso, representação; expedir mandados
de intimação, busca e apreensão e demais autos e termos processuais; subscrevendo-os quando formalizados por auxiliares;
VIII – Subscrever os termos de recebimento, juntada, conclusão, remessa, vista, abertura de volume e encerramento de volume;
IX – Proceder ou mandar proceder a todo serviço de expediente e estatístico, atinente à unidade (Cartório);
X – Auxiliar às correições procedidas, prestando as informações solicitadas;
XI – Lavrar os termos de abertura e encerramento dos livros do Cartório e outros adotados oficialmente;
XII – Levantar, mensalmente, os mapas de movimento do Cartório e mais dados estatísticos referentes, remetendo-os a quem de direito;
XIII – Providenciar o recolhimento do depósito e multas e do valor das taxas pertinentes;
XIV – Comunicar ao Delegado de Polícia competente a devolução de processos ou autos baixados em diligência, informando habitualmente, das demoras
verificadas;
XV – Providenciar a extração de cópias de documentos cartorários, para os fins solicitados ou requeridos;
XVI – Acautelar objetos e valores vinculados a procedimentos investigatórios ou de ausentes;
XVII – Providenciar e encaminhar objetos a outros órgãos policiais e da Justiça, quando determinado expressamente por Delegado de Polícia competente;
XVIII – Expedir convites de comparecimento e intimações, a partes, e requisição de servidores, a fim de serem ouvidos, devidamente firmados por
Delegado de Polícia competente;
XIX – Encaminhar vítimas para exames de corpo de delito, com guias subscritas pelo Delegado de Polícia;
XX – Solicitar exames periciais, assentamentos, profissionais, laudos e demais peças para instrução de inquérito ou processo, quando formalmente
determinado pelo Delegado de Polícia;
XXI – Acompanhar o Delegado de Polícia, à inquirição de vítimas, indiciados, acusados e testemunhas onde seja requerida a sua presença;
XXII – Assistir às autoridades policiais nos trabalhos especializados do cartório;
XXIII – Exercer todos os deveres profissionais inerentes ao cargo e a função específica;
XXIV – Removido ou classificado em outra unidade policial, deverá entregar o cartório, com os arquivos, livros e autos sob sua responsabilidade em
perfeita ordem, devendo lavrar o auto de entrega que será registrado no livro próprio (inventário).

As inscrições serão realizadas no site da COPS, no período de 17 de setembro de 2018 a 09 de outubro de 2018.

 

Concurso PC PR 2018 Escrivão de Polícia – São 100 vagas, com remuneração de R$ 5.752,41.

O CONSELHO DA POLÍCIA CIVIL, no uso de suas atribuições legais conferidas pelo Artigo 47, § 2º, da Constituição Estadual, com fundamento no que dispõe o Artigo 6º da Lei Complementar n.º 14 de 26 de maio de 1982, com suas alterações posteriores, apreciando Prot. Ref. 119/14/CPC – Ofício nº 006/2018, da Presidência da Comissão de Concurso Publico para o cargo de Escrivão de Polícia – Deliberação nº 176/2018, encaminhando o Edital nº 01/2018, para o provimento de 100 (cem) vagas na classe inicial da carreira de Escrivão de Polícia, em sessão ordinária realizada aos quatro dias do mês de setembro do corrente ano.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *